D na aula

ISMAI, Maia, 6.11.2012
Começam as primeiras experiências com o meu Diário Gráfico Digital. Para já posso adiantar que é um iPad de 4ª geração e que usei o ProCreate para fazer este registo.

Aqui, um aluno meu, na aula, a stressar (ou a lutar) com o exercício de Processing

ISMAI, Maia, Portugal, 06.11.2012

do registo privado à esfera pública

do registo privado à esfera pública
Mestrado em “Comunicação na Era Digital: Estratégias, Indústrias e Mensagens” com uma dissertação intitulada “Do Registo Privado à Esfera Pública: O Diário Gráfico enquanto meio de expressão e comunicação visual”. Foi um longo percurso…

Obrigado a todos os que apoiaram este projecto em especial ao Prof. Doutor Alexandre Valente Sousa, ao Prof. Doutor Fernando Faria Paulino, à Filipa Bárbara Cordeiro, à Ana João Silva, ao Eduardo Salavisa e ao Mário Linhares.

Obrigado também ao júri a que tive direito (foi uma honra):
Prof. Doutor Alexandre Valente Sousa (Doutor em Ciências de Computadores, Director do Departamento de Ciências da Comunicação e Tecnologias da Informação e coordenador do Mestrado em Comunicação Multimédia no Instituto Superior da Maia – ISMAI).
Prof. Doutor Fernando Faria Paulino (Doutor em Antropologia Visual, Coordenador da Licenciatura em Tecnologias de Comunicação Multimédia no Instituto Superior da Maia – ISMAI).
Prof. Doutora Olívia da Silva (Doutora em Fotografia, Coordenadora do Mestrado em Comunicação Audiovisual na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo – ESMAE).
Professora Catedrática Catherine Saouter (Catedrática em Semiologia, Universidade do Quebec, Montreal, Canadá – UQÁM)
Prof. Doutora Célia Vieira (Doutora em Literatura Comparada, Directora do Centro de Estudos de Língua, Comunicação e Cultura – CELCC – e coordenadora da Licenciatura em “Artes e Multimédia” no Instituto Superior da Maia – ISMAI).

O Diário Gráfico enquanto recurso e discurso semiótico

estudos de língua, comunicação e cultura
o diário gráfico enquanto recurso e discurso semiótico
Publicação do artigo “O Diário Gráfico enquanto recurso e discurso semiótico” nos Cadernos Universitários nº7, Estudos de Língua, Comunicação e Cultura III, Célia Vieira (org.), Edições ISMAI (Instituto Superior da Maia).

Resumo
Através do recurso a metodologias e conceitos sócio-semióticos, são aqui abordados os significados, usos e funções do Diário Gráfico, ao serviço da construção de discursos semióticos. O Diário Gráfico surge como um poderoso instrumento não só na exploração de conceitos, mas também na comunicação e representação desses mesmos conceitos, transformando-se assim num importante recurso semiótico ao serviço da construção de novos discursos. O projecto Estrada Nacional Nº2, levado a cabo por João Catarino, será analisado com o intuito de perceber os usos e funções associados a este objecto e, dessa forma, justificar o seu potencial semiótico.

Palavras-chave
Semiótica, Sócio-Semiótica, Diário Gráfico, Comunicação Visual, Cultura Visual.

Estação ISMAI

ismai metro
Os estudantes no metro, na estação do ISMAI. Sempre barulhentos… gosto!
Discutiam a construção de sites. HTML5 para aqui, CSS3 para ali, gradientes para acolá, etc… Havia lá um que falava mesmo alto.
Entretanto ouvi-o “Tenho 21… mas mentalidade de 13!!!”. Não era meu aluno…
Maia, Portugal, 11.01.2012

Congresso do Ensino Superior

congresso do ensino superior
Registo feito hoje de manhã durante o Congresso do Ensino Superior “Educação Livre numa Sociedade Livre”, no Instituto Superior da Maia (ISMAI).
Aqui representados estão o Professor Doutor Eng. João de Deus Pinheiro (Ex-Ministro da Educação e da Cultura e dos Negócios Estrangeiros), Professor Doutor Eng. Eduardo Marçal Grilo (Ex-Ministro da Educação), Professora Doutora Da. Elena Sierra Palmeiro (Vice Reitora da Universidade da Coruña) e Professor Doutor Fernando Almeida.
Maia, Portugal, 28.10.2011